domingo, 9 de janeiro de 2011

E de repente chegamos à conclusão de que crescemos


E de repente chegamos à conclusão de que crescemos.
De que já não somos as meninas das tranças a correr à luz esvoaçante do sol.
De que já não esperamos pelo beijo de boa noite e pelo aconchego dos lençóis.
De que já não nos lêem os livros e alteram toda a história só para que o príncipe e a princesa fiquem felizes para sempre.
De que já não nos tiram o papel dos sugos com o receio de que o punhamos á boca.
De que já não nos tiram fotografias somente porque já conseguimos montar aquele puzzle ou fazer algo especial.
De que já não nos cantam baixinho.

Simplesmente chegamos à conclusão de que mudamos, de que já não somos dependentes como éramos à uns anos atrás, e tudo muda, e nós, a muito custo tentamos acompanhar a mudança o melhor que sabemos, o melhor que nos ensinaram e o melhor que nós conseguimos aprender.

1 comentário:

Catarina disse...

verdade, verdade! as vezes só quero ser pequenina outraves :)