segunda-feira, 7 de novembro de 2011

" Conto até cem, e se não chegares antes dos cem, vou-me embora. Não chegaste antes dos cem. Conto de cem a um e, se não chegares antes do um, vou-me embora. Não chegaste antes do um. Conto dez automóveis pretos, e se não chegares antes dos dez automóveis pretos, vou  me embora. Não chegaste antes dos dez automóveis pretos. Nem antes dos quinze táxis vazios. Nem antes dos sete homens carecas. Nem antes das nove mulheres loiras. Nem antes das quatro ambulâncias. Nem sequer antes dos três corcundas e, entretanto, começou a chover"         


António  Lobo Antunes

2 comentários:

Menina M disse...

E continua à espera vou vai?
O excerto é de que livro? Fiquei curiosa.
M

Jaslene disse...

O excerto é de uma cronica publicada na Visão, pode ler na íntegra aqui:
http://aeiou.visao.pt/o-encontro=f629902 .

E acho que por muitos carros, corcundas,ou mulheres loiras que passem vamos estar sempre a espera de alguma coisa.